Companhias aéreas passam a oferecer apenas voos essenciais

Por 28 de março de 2020 Coronavírus

A partir de hoje (28/03), as companhias aéreas Gol, Latam e Azul iniciam um período de menos voos no país devido às medidas adotadas para combater o novo coronavírus. Até o final de abril serão feitos apenas voos considerados essenciais. As 26 capitais, o Distrito Federal e outras 19 cidades serão atendidas. 

No programa apresentado pelas companhias ontem à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) estão previstos 723 voos no Sudeste, 153 na região Nordeste, 155 voos no Sul, 135 no Centro-oeste e 75 voos para a região Norte.

Com a adequação, o número de voos semanais passou de 14.781 para 1.241. A malha emergencial é 91,61% menor do que a originalmente prevista pelas empresas para o período. A queda é de 56,06% das localidades atendidas, passando de 106 para 46.

Em nota divulgada à imprensa, a Anac disse que a distribuição dos voos atende a preocupação do governo federal de manter uma malha que continue integrando o País, com ajustes para que nenhum estado fique sem pelo menos uma ligação aérea.

Sobre o assunto, o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), Eduardo Sanovicz, disse que a medida é insuficiente. “As companhias vão continuar queimando dezenas de milhões de reais de caixa, pois mesmo com a redução da malha a ocupação das aeronaves continuará baixa. Por isso, o setor necessita que sejam disponibilizadas linhas de crédito para que as empresas possam suportar os próximos meses”, afirmou.