Entidades do Turismo solicitam medidas para combater crise no setor

Por 17 de março de 2020 Coronavírus, Ponte Aérea LVT

As principais entidades do setor de Turismo do Brasil formalizaram na última sexta-feira (13) uma carta, enviada ao ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, contendo cinco medidas emergenciais visando garantir a sustentabilidade das empresas do setor de viagens e turismo, frente aos duros impactos do coronavírus.

A disponibilização de linha de crédito especial na Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil para as empresas de turismo é um dos principais pedidos. Outra medida seria postergar o pagamento de impostos relativos à folha de pagamento por 6 meses.

Além disso, na carta é solicitada a liberação do saque do FGTS para funcionários de empresas que exerçam atividade turística e redução do IRRF a 0% nas remessas para pagamentos de serviços turísticos ao exterior.

Por fim, as entidades pedem que o Ministério da Justiça autorize a remarcação de viagens contratadas pelo consumidor, frente ao cancelamento e devolução de valores. Elas alegam que as agências não possuem reservas hoje para realizar a devolução de valores.

Magda Nassar, da Abav, e Roberto Nedelciu, da Braztoa

Magda Nassar, da Abav, e Roberto Nedelciu, da Braztoa

O documento foi assinado por Abav Nacional, ABIH, Abracorp, AirTkt, Aviesp, Avirrp, BRAZTOA, CLIA Brasil, FBHA e Fohb.