Skip to main content

Gastos com viagens corporativas devem chegar a U$1,7 trilhão até 2022

By 12 de novembro de 2019dezembro 3rd, 2019Ponte Aérea LVT, Viagens Corporativas

Com o mundo cada vez mais globalizado, as viagens de negócios se tornam cada vez mais frequentes. A prova disso é a previsão da Global Business Travel Association, que estima que os gastos no setor podem atingir US $ 1,7 trilhão em todo o mundo até 2022.

Além disso, um relatório do site de dados de viagens Skift apontou que os gastos globais em viagens de negócios estão “saudáveis ​​e crescentes”. O estudo ouviu dezenas de gerentes de viagens corporativas que confirmam que pretendem continuar viajando pelo mundo a negócios. Ainda assim, alguns obstáculos estão no caminho, sobretudo a escalada da guerra comercial EUA-China e as negociações do Brexit no Reino Unido.

“Mais pessoas estão colocando suas bandeiras de advertência”, disse o diretor executivo da Hilton, Christopher Nassetta, durante uma teleconferência de resultados do segundo trimestre. “Isso não significa que eles não estão gastando, nem contratando, nem viajando. Significa apenas que eles são um pouco mais cautelosos por causa do que está acontecendo no ambiente mais amplo. ”

Já outros setores da indústria estão menos preocupados. Pois eles entendem que, independente do cenário político-econômico, viagens de negócios são necessárias e vão continuar ocorrendo. 

“Eu não acho que, do ponto de vista da empresa, vamos recuar”, disse David Wieseneck, vice-presidente de finanças da marca de comércio eletrônico Letgo, à Skift sobre os planos de viagem da empresa. “Nós geramos receita. Temos financiamento de investidores. Vamos continuar a expandir nossos negócios. E se isso incluir viagens, teremos que fazê-las”.

“Para o meu trabalho, é bastante crítico”, disse Mike Ramirez, da empresa de software Looker. “Vendendo para o espaço corporativo, você faz alguns grandes negócios por ano, o que exige muitas viagens de negócios”. 

Estima-se que os orçamentos anuais dedicados à atividade de viagens de negócios estejam entre US $ 1 milhão e US $ 2,5 milhões, representando 12% dos viajantes corporativos na pesquisa.

Reuniões presenciais ainda são preferência 

Mesmo com as opções de reuniões virtuais ganhando destaque, os entrevistados foram unânimes em apoiar as visitas pessoais. Cerca de 80% dos tomadores de decisão corporativos e viajantes de negócios concordaram que “reunir-se pessoalmente é mais eficaz do que reunir-se virtualmente”.

Um terço dos participantes da pesquisa disseram fazer até 20 viagens de trabalho em um ano e mais de 90% concordaram que as viagens de negócios são importantes para impulsionar o crescimento de sua empresa.